Cafebras MenuClose


CAFEBRAS PARTNERS

ENG | PORT


CAFEBRAS PARTNERS

Chamamos de CAFEBRAS PARTNERS todos aqueles produtores, cooperativas,
associações dentre outras organizações que fazem parte de algum projeto em parceria
com a CAFEBRAS ou, ainda, participam de grupos específicos formados para atender
determinadas demandas de clientes da nossa empresa.
Dentre eles poderemos citar:

 

GRUPO 4C

 

 

Código Comum Básico para a Comunidade Cafeeira (4C) foi criado por meio de uma
consulta participativa, extensa, transparente e equilibrada com stakeholders cafeeiros no
mundo todo e era de domínio, porém não operacionalizado, pela Associação 4C. Desde abril
de 2016, a Associação 4C evoluiu para transformar-se na Plataforma Global do Café.

A Plataforma Global do Café (GCP) é uma plataforma sustentável multistakeholder que
trabalha rumo à melhoria das condições econômicas, sociais e ambientais da produção e
processamento do café para construir um setor sustentável e próspero para as próximas
gerações. O Código Comum Básico (Antingo 4C) é um conjunto de princípios e práticas
que servem para pavimentar o caminho do entendimento e da implementação da
sustentabilidade na produção e processamento do café. A Plataforma Global do Café
permitirá que o Código Comum Básico seja reconhecido como referência global e seja
utilizado de quantas formas for possível para estabelecer um campo com iguais condições
para a sustentabilidade básica. O Código Comum Básico compreende em princípios nas
dimensões econômica, social e ambiental. Estes princípios são baseados em boas práticas
agrícolas e de gestão, bem como em convenções internacionais e diretrizes reconhecidas
e aceitas no setor cafeeiro.

 

GRUPO C.A.F.E PRACTICES

 

 

Starbucks Coffee Company iniciou a C.A.F.E. (Coffee and Farmer Equity) PRACTICES para avaliar, reconhecer e recompensar produtores de café sustentável de alta qualidade. C.A.F.E PRACTICES buscam garantir que as fontes da Starbucks cultivem e processem café de forma sustentável, avaliando os aspectos econômicos, sociais e ambientais da produção de café, com base em um conjunto definido de critérios de sustentabilidade.